Inicial BLOCO DE NOTÍCIAS Crenças fundamentais dos adventistas: o ministério de Cristo no Santuário Celestial – Parte 1

Crenças fundamentais dos adventistas: o ministério de Cristo no Santuário Celestial – Parte 1

14 minutos de leitura
0
0
414

A missão de Jesus já estava definida muito antes da cruz.

Saudações, amigos! Hoje vamos considerar uma questão muito importante: O que Jesus está fazendo agora? Como cristãos, sabemos que Jesus veio a esta Terra, viveu uma vida sem pecado, morreu na cruz, ressuscitou e ascendeu de volta ao céu. Antes de partir, Ele assegurou a Seus discípulos que voltaria, dizendo-lhes em João 14:2 e 3: “vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também”.

Esta promessa foi reiterada pelos anjos aos discípulos enquanto observavam Cristo ascender nas nuvens. “Varões galileus”, disseram eles, “por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir” (Atos 1:11).

Então, temos a certeza de que Jesus voltará, mas, você pode se perguntar, o que ele está fazendo nesse meio tempo? Voltando ao texto de João 14, Jesus disse que iria “preparar-vos lugar”. Essa preparação poderia significar mais do que apenas construir mansões para nós no céu? Talvez haja mais para preparar.

Deus sempre investiga antes de agir

Quando se trata de decisões importantes, Deus sempre investigou antes de agir, demonstrando Sua disposição de perdoar e dando a cada um de nós a oportunidade de fazer parte de Seu plano. No Jardim do Éden, Ele veio à procura de Adão e Eva, fazendo-lhes perguntas e dando-lhes oportunidade de responder. Antes de confundir as línguas na Torre de Babel, nos é dito: “desceu o SENHOR para ver a cidade e a torre, que os filhos dos homens edificavam” (Gênesis 11:5). Antes de libertar os israelitas da escravidão, Deus disse a Moisés: “Certamente vi a opressão do meu povo que está no Egito, e ouvi o seu clamor por causa dos seus feitores, pois conheço as suas dores. Por isso desci para livrá-los das mãos dos egípcios…” (Êxodo 3:8). E antes de destruir Sodoma e Gomorra, o próprio Senhor decidiu investigar, dizendo em Gênesis 18:20, 21: “Com efeito, o clamor de Sodoma e Gomorra tem-se multiplicado, e o seu pecado se tem agravado muito. Descerei e verei se, de fato, o que têm praticado corresponde a esse clamor que é vindo até mim; e, se assim não é, sabê-lo-ei.”

Meus amigos, antes de sua segunda vinda, Jesus está investigando toda a Terra — todos os que já viveram, cada escolha que cada pessoa fez. Deus quer que fique claro para nós, e para o universo observador, que nenhuma pessoa experimentará um destino que não escolheu. Para você ver, Deus não é coercitivo – Ele não nos força a segui-Lo.

Como ter certeza de que Deus é justo?

Mas como Deus saberá quem levar para o céu e quem deixar? Como podemos ter certeza de que Suas ações serão justas?

Em Daniel 7:9-11, lemos sobre uma época em que os desejos e ações de cada pessoa serão considerados, para ver o que eles realmente querem – fazer parte do reino de Deus ou não. É o chamado Juízo Investigativo. Deus poderia considerar o caso de cada pessoa em particular e simplesmente dizer a todos para confiarem nEle, mas Ele não faz isso. Deus abrirá os livros de história para que vejamos por nós mesmos. Ele permite que todos no céu participem do processo, garantindo que Ele tenha sido justo com todas as pessoas. Ele é aberto e honesto, não escondendo nada. É assim que o reino de Deus funciona.

Jesus está no Santuário Celestial

Neste exato momento, Jesus está no santuário celestial, trabalhando para reconciliar a humanidade com Deus, e trabalhando para determinar quem deseja fazer parte do reino de Deus. Quando esta obra estiver concluída, Jesus voltará.

Este importante trabalho é descrito em nossa Crença Fundamental Adventista do Sétimo Dia número 24: “O Ministério de Cristo no Santuário Celestial”, que diz o seguinte: “Há um santuário no Céu, o verdadeiro tabernáculo que o Senhor erigiu, não o homem. Nele Cristo ministra em nosso favor, tornando acessíveis aos crentes os benefícios de Seu sacrifício expiatório oferecido uma vez por todas, na cruz.”

“Ele foi empossado como nosso grande Sumo Sacerdote e começou Seu ministério intercessor por ocasião de Sua ascensão, que foi tipificado pela obra do sumo sacerdote no lugar santo do santuário terrestre.”

Última etapa do ministério de sacerdotal de Cristo

“Em 1844, no fim do período profético dos 2.300 dias, Ele iniciou a segunda e última etapa de Seu ministério expiatório, que foi tipificado pela obra do sumo sacerdote no lugar santíssimo do santuário terrestre.”

“É uma obra de juízo investigativo, a qual faz parte da eliminação final de todo pecado, prefigurada pela purificação do antigo santuário hebraico, no Dia da Expiação. Nesse serviço típico, o santuário era purificado com o sangue de sacrifícios de animais, mas as coisas celestiais são purificadas com o perfeito sacrifício do sangue de Jesus.”

“O juízo investigativo revela aos seres celestiais quem dentre os mortos dorme em Cristo, sendo, portanto, nEle, considerado digno de ter parte na primeira ressurreição.”

“Também torna manifesto quem, dentre os vivos, permanece em Cristo, guardando os mandamentos de Deus e a fé de Jesus, estando, portanto, nEle, preparado para a trasladação ao Seu reino eterno.”

Justiça de Deus por meio da fé em Jesus

“Este julgamento vindica a justiça de Deus em salvar os que creem em Jesus. Declara que os que permaneceram leais a Deus receberão o reino. A terminação desse ministério de Cristo assinalará o fim do tempo da graça para os seres humanos, antes do segundo advento.”

Amigos, esta sólida crença bíblica nos dá a oportunidade de mergulhar profundamente na Palavra de Deus, para entendermos o trabalho muito importante que Cristo está fazendo em nosso favor agora, e estou ansioso para estudar este tópico com vocês nas próximas vezes em que nos reunimos por vídeo.

Vamos agradecer ao Senhor por ser um Deus justo, um Deus que nos ama e se preocupa conosco, e um Deus que um dia fará tudo certo, enquanto oramos juntos agora. Pai nosso que estás nos céus. Obrigado por instituíres o grande plano de salvação. Obrigado por nos ajudares a entendê-lo através do Serviço do Santuário. Obrigado pelo que Jesus fez como o Filho perfeito de Deus, o Cordeiro perfeito. Aquele foi morto, aquele que ressuscitou e ascendeu ao céu e agora está intercedendo por nós como nosso Sumo Sacerdote. E nos é dito nas Escrituras que pelo fato de Jesus passar por tantas coisas por nós e entender tudo, podemos chegar com ousadia ao trono da graça. Senhor, enquanto aguardamos a vinda de Cristo, agradecemos pelo plano de salvação, pelo serviço do santuário e pelo juízo investigativo, que nos ajudará a compreender plenamente que Deus é justo, fiel e amoroso. Por favor, pelo poder do Espírito Santo e pela graça e sangue de Jesus, salve cada um de nós. Obrigado por nos ouvir. Em nome de Cristo, amém.


Ted Wilson é o presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Carregar mais por PORTAL SANTUARIO CELESTIAL
Carregue mais BLOCO DE NOTÍCIAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Justiça que salva

Livro apresenta a obra de Cristo no santuário celestial. Conteúdo explora a importância do…